Renata

Que tarde dourada amável e calma! Sou fácil, sou forte e não me dói nada.

Acho até que cheguei não sei onde, mas não me importo, saberei mais tarde.

Bebo um copo de água e me sinto possível e me sinto sensata,  mas com um sonho n´alma ...

... e me sinto Renata.

Que pedaço tão doce de vida me coube, que gole de leite me escorre da boca!

 

Poemas de Renata Pallotini

Felicidade fácil ...

Felicidade fácil:

em noite cálida

pão preto, carne fresca,

vinho claro

e o teu corpo, meu bem,

tão bem amado.

 

 CELIM - Todos os direitos reservados - 2017